Seguidores

terça-feira, 20 de julho de 2010

Declaração de Amor ao meu filho


Arthur, meu Filho,
o que dizer pra expressar o meu amor.
Em tua tenra idade, nada seria capaz
de te dizer, que fosse de teu facil entender.
Prefiro não te explicar,
prefiro te mostar o que pode ser o amor de um pai,
e simplismente te amar.
Tenho que te confessar uma coisa, alias não só uma, mas tantas delas.
Acredito que a mais importante é dizer que você é um divisor de aguas em minha vida.
Sei como sou, me reconheço hoje, me analisando antes e depois do teu nascimento.
EU nasci, renasci junto do teu nascimento. Descobri naquele momento magico tanta coisa. O amor é uma delas. A mais importante das descobertas.
Mas não foi só ele. Descobri também que podemos nos comunicar com o olhar, com nosso cheiro,
com nosso toque e a troca de nossa energia. No corte de teu cordão umbilical, nada foi rompido, mas com ele nos atamos, nos laçamos, entrelaçamos de amor. Me descubro PAI, te percebo meu filho, momento de pura emoção.
Teus primeros minutos, ainda que estranhando o novo mundo, mas eu já estava ali ao teu lado.
Teu respirar, teu choro, teu banho, assepsia ainda no hospital, teu banho de luz, o te aquecer, como lembro, teu acalento ao sentir meu toque, a ouvir minha voz, voz essa que já conhecias tanto, mesmo antes de nos tocarmos dessa forma.
Senti o mundo mágico novamente, passei a ter mais fé, mais esperança, enfim me renovasse, como já disse, nasci junto contigo.
Quão pequeno em meus braços, nada mais era necessário, nos entendiamos no toque, na nossa troca de calor. Na verdade sabia da palavra vida, o que aprendi na escola, o que li nos livros, os significados no dicionário, mas nada me ensinou mais o que era vida, como você.
Tuas primeiras reações, teu sorriso, teu choro, a tua força e ao mesmo tempo a tua fragilidade.
Meu pequeno, meu filho, significado real, sensível ao toque, de uma coisa que aprendi que era sempre abstrata, mas com você eu vi real, concreto, então pude tocar, sentir na superficie de tua pele e no teu sorriso o significado da palavra AMOR.
Quão extraodinário possa ser, só sabe do que estou falando quem sente amor.
Guardo vivo na minha lembrança, tudo que contigo vivencei, que contigo aprendi, e claro, as coisas que na minha pqeuenez de pai, pude te ensinar.
Teus primeiros sons balbuciados, teu riso, o teu olhar. Parece que ainda sinto você adormecendo em meu peito, dormindo teu sono embalado pelo som do meu coração. Tanto que você sempre me faz recordoar esse momento mágico, até hoje ainda falas “ to ouvindo teu tum tum papai”, ou jogas um beijo no ar e me pede pra guardar no coração batendo no peito.
E eu me pergunto, você precisa me dizer mais? Isso é fantastico. O amor que sinto por você, superaria qualquer desafio, o amor seria capaz de nos fazer superar a ausencia de qualquer sentido, porque mesmo que eu fosse surdo eu te ouviria com o coração.
A alegria dos primeiros passos, não só a minha, mas atua alegria de transpor limites, de aprender,
de estar crescendo.
Uma coisa que talvez você não lembre, ou até mesmo você não saiba, mas converso com você, sempre que posso, mesmo que achem que você não entenda, mas acredito no teu entendimento,
e gosto de falar contigo. Até enquanto você dorme, eu muitas vezes falei com você durante teu sono.
Coisas de pai, mas me sinto tão feliz, quando depois de termos um dia bem legal, divertido, te observo dormindo, e mesmo não teu sono você me sorri, vejo teu semblante feliz. Já sabia, descobri isso, como é bom ser pai.
O tempo foi passando, amadurecemos juntos! Eu e você, aprendemos um com o outro. Alias você me ensina tanta coisa meu filho. Tenho mudado, você me da forças pra ser um ser humano melhor,
pra a cada dia me tornar um pai melhor, ou um papai como você memso me chama.
Não tenho aqui a pretenção de resumir a minha vida, ou mesmo a tua,ou até mesmo as nossas nesse tempo, nesses pouco mais de 4 anos que temos um ao outro, mas só te dizer o quanto és importante pra mim. Você bem sabe das minhas limitações, ou ao menos entende algumas delas, não tendo posses, passando dificuldades até mesmo pra nos mantermos, mas temos um ao outro, e isso me dá forças pra buscar o meu melhor em prol de nós.
O tempo que fico longe parece uma eternidade, mas quando distante de você falo contigo em meu pensamento e nele te digo, o quanto te amo.
Falando em Eu te amo, lembro-me que nós conceituamos juntos o que isso quer dizer. AMAR, é quando uma pessoa gosta muito, mas muito mesmo, que não tem o que poderia ser maior,ai dizemos que amamos. Me deixa feliz você saber disso, porque você mesmo já me disse.
É assim, não sei o que pode ser maior, nem mesmo sei se existe, o que sinto por você é incalculavel
é simplismente amor.
Isso você não sabe,mas peço a Deus, sempre para que me permita estar presente em tua vida, de forma fisica o maior tempo que me for permitido. Quero poder estar ao teu lado, nas tuas vitórias e mesmo nas tuas derrotas para poder te amparar e não te deixar desitir. Te mostar o quanto você é vitorioso em permiti-se tentar. Quero poder estar por muitos anos ao teu lado, perceber teu amadurecer.
Esse é o fantasma que as vezes me atormenta. Mas prefiro não pensar nele agora, e espero ter a razão em estar fazendo.
Mas de uma coisa acabei de lembrar, do ultimo bate papo que tivemos, onde falavamos de nós, e acabei pensando alto, querendo saber se você me achava um bom pai. Achei tão linda as tuas palavras, dizendo que sim eu sou um ótimo pai, “ você é um papai ótimo, o melhor papai do mundo porque você me cuida!” Mas mesmo assim me perdoe, caso você em silencio achar que eu não fui o melhor. Mas também você não deixou por menos, perguntando me se você era um bom filho. Te falei que sim, um ótimo filho, porque além de pai e filho somos amigos, podemos conversar, isso faz com que você seja um filho muito amado e especial.
Outro dia rimos juntos, olhando duas fotos, uma minha que você tirou e uma sua que eu tirei. Eu e você analisamos juntos as pespectivas, como um olhava o outro. Achei graça você me dizendo que eu era um gigante. E você meu pequeno grande filho.
Na verdade, ou melhor em resumo, o que o papai quis te dizer através deste relato, é o quanto eu te amo, o quanto você é importante pra mim.
Que hoje sou teu, estou aqui, mas um dia, serei do universo, mas que minha luz ainda possa iluminar os teus caminhos.

Meu filho, Arthur Miguel papai te ama hoje e sempre. Obrigado por ser meu filho, por ter me esolhido pra ser teu pai. Eu te amo!

Dia 20/07/2010
hoje faço 33 anos.

Imagem:
carlike.wordpress.com/2009/09/

5 comentários:

  1. Que homenagem mais linda..
    Está de parabéns pelas lindas palavras!

    PAZ E LUZ...

    ResponderExcluir
  2. Linda homenagem que ele ao ler guardará registro do mais terno amor, o de pai. Bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais linda e emocionante de se ler Anderson! Belíssimo! Bravo! será que todo o pai sente assim? Eu acredito! Minha mãe não cansa de dizer a felicidade do pai do meu filho ao enxergá-lo tão pequeno e indefeso na janelinha do berçário. Que Deus lhe traga muitas alegrias ao lado de seu pequeno Arthur. FELIZ DIA DOS PAIS

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Anderson, que história mais linda com seu filho Arthur, que Deus conceda sempre esse infinito amor entre vocês.

    ResponderExcluir
  5. Só um pai de verdade ,além daquele daquele que nos ama lá de cima poderia sentir tamanho Amor.Parabéns!!!que Jeová Deus abencoe hoje e sempre!!!

    ResponderExcluir