Seguidores

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Entre Pausas e Reticiencias - Karla Fioravante




" Não se deve subjetivar tanto, isso fica a cargo dos poetas, alguns já morreram e eternizaram seus subjetivos. Eu, fico à merce de interpretações, que por vezes são lastimáveis… outras respiro, vivo!…
A pura arte me faz escrever e o meu maior desejo é chegar às almas que me lêem! Me vejam apenas como um ser humano cheio de sonhos, desejos, medos… Absolutamente capaz de viver e sentir cada um deles em sua mais plena intensidade! Nada mais… Perdoem os meus pecados! A minha arte transpira… Eu me entrego nessas entrelinhas! Mas, sua interpretação pode ser oposta à minha verdade! Corro esse risco….
Ingenuidade querer/almejar a pureza de outrem! Se sou pequena e ingênua, eu vejo/sinto/expresso… entretanto, nem quero inspirar a beleza dos grandes escritores… eles me inspiram… Se eu os fosse interpretar… Cantaria!
Sou e transpareço parte da minha identidade de ser em movimento… Meu espaço, meu direito! Não o julgamento daqueles que não me conhecem, mas me vêem através de si como se eu fosse eles, elas…
Sou um ser simples, que ama os próximos, os distântes e até aqueles que não conheço mas que em algum lugar devem estar, vejo além da máscara… Mas, sou um ser complexo de ser amada! Sê bem vindo (a) se querem me encontrar além das luzes… Eu sou um desafio!
Celebro a vida, sofro em poemas, choro com músicas, alegro-me com as verdadeiras proximidades, me entristeço com os artíficios, mentiras e falsidades, mas quem não passa por eles? Prefiro que vc não os use, isso não me conquista! Afaste-se se você precisa deles para ser alguém pra mim…
Deixo-te livre para me ver como sua imaginação quer, deixo-te livre para me ler nas entrelinhas, mas a interpretação é sua, pode ser apenas sua… Não queira que sua imaginação seja a minha verdade, você pode estar tremendamente equivocado (a)!… Há algo em mim que não pertece à sua interpretação…
Há algo a descobrir de si mesmo (a), posso ser um caminho, mas não ser o mais correto…
Também sei dizer NÃO!Existe o não….
As vezes o que está oculto nem sempre é proibido, às vezes é simplesmente comedido, estável…
Cuide de suas mãos se elas escrevem julgamentos. Cuide de sua boca se ela propaga mentiras! O eterno retorno existe….
Papel aceita tudo! Ouvidos selecionam! Deguste apenas das verdades… Mostre, mas não aponte, principalmente se esse alguém não estiver presente… Não mate…. Viva!…"
Karla Fioravante


Presente recebido com carinho, onde Karla em uma simples frase, 
 me dá visão do que as palavras são
capazes de fazer por nós. Acreditar em minha
arte, é fazer com que eu acredite que estou no caminho certo.
Me faz entre minhas pausas, minhas reticiencias,  
um novo a cada escrever, a cada pensar , 
e confiante naquilo que imprimo com a alma
no vasto mundo das letras.